terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Rosas

As rosas são evidentes clamores

De coração muito apaixonado

Pois se não sentes ele acelerado

Então se mostra através das flores

E se preciso for rufar tambores

Para provar não serem duvidosas

As intenções implícitas nas rosas

Tu ouvirás do amante a percussão

Representando aquele coração

De emoções reais e grandiosas

Paulo Viana

2 comentários:

Magnólia Fiúza Menezes disse...

E a divulgação de seu belos poemas continuam... no sanharol e
agora no blog

cariricaturas

abraço.

Paulo Viana disse...

Grato, Magnólia. Para mim é motivo de muita satisfação.
Grande abraço.