sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

O Cinturão Fotônico

Algumas interpretações das profecias anunciam para 2012 o fenômeno da entrada do sol no cinturão fotônico. Trata-se da passagem do sol pelo centro da galáxia . As conseqüências previstas são assustadoras, pois inúmeras tragédias poderão acontecer. Por outro lado, fala-se em desdobramentos positivos no comportamento dos humanos, que sobrarem, naturalmente. Esse tipo de notícia não aparece na mídia, certamente para não causar pânico, afinal pode ser o fim da nossa raça.
Digamos que seja verdade. Temos, portanto, apenas quatro anos para realizar todos os nossos desejos. Eu já enumerei três: Quero...este não vou poder realizar, não tenho dinheiro suficiente; Então vou...este não depende só de mim, necessito do consentimento de outras pessoas; Resta-me o terceiro que é...nem este vou poder realizar.
Meus três principais desejos não vou poder realizar, mas alguns, não menos importantes, estarão diariamente na minha concentração para que se afirmem positivamente. Dentre eles posso citar: O bem-estar dos meus familiares e amigos; A paz no mundo; O respeito à Natureza e uma trégua desta em sua reação aos ataques que já lhe fizeram; O equilíbrio material entre as pessoas e saúde para todos.
Alguém poderá perguntar: para que tudo isso se o mundo vai acabar? Primeiro, não acredito que o mundo vá acabar, nem em 2012 e nem daqui a mil anos. Depois, desejarmos coisas boas só fará o mundo ficar melhor, cada vez mais, principalmente se fizermos a nossa parte.
Mas... que desejos seriam tão mais importantes do que os citados? Não precisamos saber. Precisamos não perder a esperança de que o ser humano poderá ser melhor; que a paz é possível; que um dia não haverá pobreza e fome; que a natureza será respeitada; que a vida ainda nos revelará segredos que nos tornarão mais confiantes, aliviarão o sofrimento e nos farão acreditar que o nosso Planeta é apenas um estágio para uma vida mais elevada, seja lá onde for e de que forma seja.
Temo, no entanto, que a ignorância, a arrogância e a insensibilidade vençam e que não tenhamos tempo para que isto seja vivenciado, pois o mundo poderá continuar existindo sem que haja seres humanos vivos. E assim, tendo permanecido os equipamentos eletrônicos em condições de uso quem escutará música? Quem assistirá filmes? Quem apreciará as flores, se restarem algumas? O que será do mundo sem nós, humanos, para ver a beleza? Em que corações o amor se instalará? Deus será um artista sem platéia.

Paulo Viana

6 comentários:

Lícia Viana Bezerra disse...

Paulinho, nosso grande desafio é sermos bons, o mundo não ajuda muito, pois corremos atrás de termos o bom.
Vou elencar os meus três principais desejos, até 2012, vai que é verdade.
beijos

Paulo disse...

Meus três principais desejos eu não revelei. Revelei outros que pareciam menos importantes mas que, na realidade, é o que basta para uma vida plena.
Um beijo.

Sávio Pinheiro disse...

Paulinho,

Uma vez postei um comentário num de seus textos, mas não tive êxito. Acho que ele entrou no cinturão fotônico. Tentarei outra vez.

Para muitos, o sol já passeia no centro da galáxia. As tragédias já estão acontecendo numa antecipação ao ano de 2012, pois enquanto o ser humano não tomar conta de si e não treinar o auto cuidado moral, físico e espiritual não teremos esperança alguma.

Enquanto os valores éticos e morais estiverem em desuso, em especial o respeito ao ser humano, a compreensão entre os homens e o uso rotineiro de boas maneiras (boa tarde, boa noite, com licença, por favor, etc.) não poderemos sonhar com um futuro melhor.

E enquanto os seres humanos, que se acham os melhores, e não os são, permanecerem na inércia dos sentimentos individuais e coletivos e sem quererem cuidar do planeta em que vivem, jamais poderemos almejar algum sonho ou esperança.

Portanto, tentemos o coletivo. Vamos nos unir em prol de nós mesmos, como se nós mesmos fôssemos o artista que somos.

Avante! E boa sorte com o blog.

Ronilda disse...

Olá querido primo, escritor, poeta, ADOREI O TEXTO ABAIXO. Cheio de sensibilidade, de verdades, de sonhos que se você quiser - conforme a lei da atração - serão realizados, lemos em suas palavras a vontade de realizar e de construir um mundo melhor. tô nessa também. Estou sempre tentando ser uma pessoa melhor, tentando compreender o mundo e seus moradores complexos .
Sugiro um livro interessante - comer, rezar e amar. é uma viagem dentro de outras. bjs - sim... PARABÉNS pelo texto.

paulo disse...

Sávio
Muito grato pela visita e pelo ótimo comentário. Espero que você continue postando comentários, principalmente como este, que complementa o texto. Com a participação de vocês sinto vontade de ir mesmo avante.
Um abraço
Paulo

Paulo disse...

Ronilda,
Você, como sempre, muito gentil. Um ser humano exemplar. Pela fibra, pela sensibilidade e pela inteligência. Quero ler esse livro.
Beijo