domingo, 12 de junho de 2011

Românticas

Antes da tua aventura onírica
Entre a vigília e o sono
Sorri, por essa ironia
Porque és tão real
No mundo da fantasia
Porque as palavras te buscam
Se já és a poesia
Como podes estar tão perto
Se tudo te distancia
Paulo Viana

Não temos uma música
Daquelas que marcam momentos
Mas vejo melodia em teu sorriso
Ritmo em tuas palavras
E harmonia em teu olhar
Portanto, és tu a própria canção
Não conheço tua voz
Mas escuto teu silêncio
Paulo Viana

O sol das tuas manhãs
Este mesmo sol que me aquece
Beija em teu rosto as maçãs
Depois em luz me oferece
Paulo Viana

Tuas mensagens são chuva
Do céu transcendente onde habitas
Brandas gotas, pequeninas estrelas
Fertilizando minhas emoções
Fortalecendo a esperança
E inundando minha alma de alegria
Paulo Viana

Foste neblina
Agora és chuva
Na minha fantasia
Serás tempestade um dia
Paulo Viana

8 comentários:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Pequenos e lindos poemas,
românticos, para um dia em
o romance esta no ar...
Adrei todos, o último
vai num crescendo...!
Beleza, pura!
Um abrço, Paulo
Feliz noite, romântica!

Luciana Dimarzio disse...

Uma poesia mais linda que a outra! Paulo, seu talento e sensibilidade são impressionantes! Parabéns!!! Navegar pelo seu blog é uma viagem lúdica. Grande abraço!!

Paulo disse...

Lúcia,
Obrigado pela sua visita e comentário. Seja sempre bem-vinda.
Abraços

Paulo disse...

Luciana,
Que boa surpresa, você comentando aqui. Obrigado pela visita. Volte sempre. Você escreve poesias, e de forma maravilhosa, sabe que quando a fonte de inspiração é forte e significativa a poesia flui com mais facilidade.
Abraços

Anônimo disse...

Paulo, você baila com as palavras, existe uma perfeita harmonia. Adoro seus poemas, a desenvoltura com as palavras escritas são simplesmente magníficas. Obrigada, por nos presentear com seus poemas. Parabéns,paz e bem!
Silvana Oliveira

Paulo disse...

Obrigado, Silvana. Sua visita e comentários serão sempre bem-vindos.
Abraços.

Fátima Bitu disse...

Paulo, faço verdadeiras viagens ao ler suas poesias. Abraço Fafá

Paulo disse...

Oi, Fafá.
Obrigado, pela visita e comentário. Vol sempre.
Abraços.