domingo, 19 de dezembro de 2010

Matizes

As nuances do amor são tênues fios
Envolvendo emoções delicadas
Que resistem se estiverem unificadas
Enfrentando acontecimentos sombrios
Comparável às águas de um rio
Livremente correndo em seu leito
O amor extrapola o que há no peito
Pois além de diversos sentimentos
Atravessa fronteiras e tormentos
E no fim vence todos os desafios
Paulo Viana

4 comentários:

Magnólia Fiúza Menezes disse...

Paulo Viana

Vou vim sempre aqui rsrsrs
Gosto muito de poesias, e essas que parecem pequenas e quando ler são gigantes... , que quando eu leio, vejo uma historia grande...
Copiei mais uma.

Um grd beijo

Paulo disse...

Fique à vontade, Magnólia. Agradeço a sua atenção. Obrigado por compartilhar meus poemas.
Abraços.

Magnólia Fiúza Menezes disse...

Paulo Viana
Volte ao Blog do sanharol. acabou a politica, eu também não gostava, pulava a parte da politica.
Vá me prestigiar por la, minhas postagens são direcionadas a Cultura.
Beijos

Paulo disse...

Obrigado pelo convite, Magnólia.
Vou voltar sim.
Grande abraço.