sábado, 9 de outubro de 2010

Bens

Não tenho terras, nem serras, nem praias ou mares
Tenho a vivência dos bares
Não tenho ouro, nem prata, nem faço viagens
Tenho apenas as paisagens
Com a vivência dos bares aprendi a não beber

Com a beleza das paisagens aprendi a não ter
Me embriago de vida, de mistério, de sonhos
E me aposso do mundo com um gesto risonho

2 comentários:

Magnolia disse...

És perfeito!!
Adorei, profundo, muito bom...

Beijos
Da Varzeaalegrence do Chico rsrs
que mora no Sum Paulo

Magnolia Fiuza Menezes

Paulo disse...

Obrigado, Magnólia.
Grande abraço!