quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Lua

E que me baste a noite e a lua
A melodia, a face, o beijo
E entre olhos o desejo
Da bela, caliente e nua
E que me fale o peito
e a boca cale e ria
do chão o leito
o sonho e a fantasia
E que me falte noite
Ou que me sobre dia
Para que o amor me açoite
E isso só me bastaria.

3 comentários:

Magnolia disse...

Já admirava sua pessoa e depois da sua decisão de não mais comentar em textos politicos, agora tem a minha admiração por inteira.

Um grande abraço

Magnolia Fiuza Menezes

Paulo Viana disse...

Obrigado,Magnólia
A admiração é mútua
Grande abraço.

Paulo.

Sávio Pinheiro disse...

Na noite, lua!
Na cama, nua!
A dupla é sua.

Na vida crua
Desse momento
A blusa sua.

Paulo Viana
Grande poeta
Se perpetua.

Um Abraço.